Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e encontrareis; batei, e abrir-se-vos-á

(MT 7:7) – Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e encontrareis; batei, e abrir-se-vos-á.

Simplesmente pedir, uma formula simples e prática, qual pai que nega algo a seu filho?

O simples fato de Pedir, pedir e pedir, faz as vezes nossas vidas ficarem meio repetitivas.

Agora, se seu filho lhe pedisse uma ampola de Heroina, ou uma carreira de Cocaina, você lhe daria?

Pois, a droga para um dependente é algo extremamente “necessária”, almejada e desejada, porém, qualquer pai sabe que as drogas destroem a saúde de qualquer pessoa, e nunca daria em sã consciência algo tão nocivo a seu amado filho.

Pois, TODOS nós somos filhos dependentes de entorpecentes, e todos os dias pedimos a nosso pai que nos de aquilo que nos trará a destruição.

Chocado? Perplexo? por favor não pare de ler, deixe me explicar melhor.

Quando pedimos algo que para nós é necessário, precisamos primeiramente saber o que isto nos fará.

Mas você pode pensar assim: “mas eu nunca pedi algo de ruim”, “sempre peço coisas simples” ou coisa do tipo.

Tudo o que pedimos de MATERIAL será apenas passageiro, como uma dose de droga qualquer, da o êxtase momentâneo e depois a vontade de querer mais e mais.

Pense um pouco, reflita.

Um assalariado quer ganhar mais, uma pessoa de classe média quer ter mais bens, um milionário quer ser mais rico.

É sempre assim.

Mas a grande verdade é que os Bens e tesouros que você ajuntar durante toda a sua vida de nada lhe adiantarão.
Também não estou fazendo apologia a miséria, pobreza e abnegação de bens materiais, estaria sendo hipócrita, muito pelo contrário, Deus sabe muito bem de TUDO o que lhe é necessário para a sua vida:

(LC 12:31) – Buscai antes o reino de Deus, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.

Leia novamente o versículo acima.

Pedi e dar-se vos á, buscai a Deus, entre em contato, peça companhia de Deus, busque a presença do Espirito Santo, procure paz no coração, peça um coração que saiba perdoar, anule suas vontades e paixões, elas sempre vão trair você no final.

Os passarinhos em seu ninho, quando tem seus filhotes, eles não sabem enxergar, não podem ver seus pais, mas eles sabem sempre qual é a hora que eles irão os alimentar, e seus pais sempre trazem bom alimento para eles, e seus piados, ainda sem definição, destreinados, pedem ansiosamente pelo alimento.
Assim também somos nós, não enxergamos Nosso Pai que está nos céus, mas que da mesma forma alimenta seus filhos ainda feios, sem penas cegos e famintos, porque ele sabe que um dia, poderemos Olhar para ele, e iremos ser como ele em perfeição e amor, buscando ser sua imagem e semelhança.

Façamos como os pássaros e não como os homens, vamos nos ater as coisas que são REALMENTE importantes:

(CL 3:1) – PORTANTO, se já ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à destra de Deus.

Dar um sentido a vida, buscar algo que nos conforte, que nos preencha que nos diga algo, ou nos traga algo de melhor.
Qual o motivo pelo qual vivemos, e morremos todos os dias, porque afinal estamos aqui? Será que este tal Plano de Deus para a minha vida realmente existe?
E como saberei o que ele realmente quer de mim?

Viver a cada dia sem saber o que nos espera no dia seguinte nos parece muito satisfatório, pois até agora nunca em tempo algum da história ouve alguma revolta ou grande guerra em prol do Saber o que Sucederá a dúvida nossa de cada dia nos afronta a cada segundo, e mesmo assim passamos nossos dias sem ao menos perguntarmos ao final dele: “o que eu fiz hoje”.
E será que ao final de nossa vida poderemos nos perguntar: “o que será que fiz com a minha vida?” teremos este tempo? Algumas pessoas dizem que ao chegarem perto de morrer vemos um “filme da nossa vida” passando na frente de nossos olhos, poderíamos então nos antecipar a este momento crucial e vermos este filme agora…

Nasci, fui criança e brinquei, estudei, me formei, constitui família, criei meus filhos, me aposentei e morri fim. Fim? Será mesmo? O que acontece depois que nós morremos? Isto é apenas o começo, olhe esta historia vol2:

Nasci, fui criança e brinquei, estudei, me formei, constitui família, criei meus filhos, me aposentei e morri, minha mulher se casou com outro homem, meus filhos, um se viciou em heroína e morreu de overdose, a outra vive uma vida medíocre com um marido que a espanca, a empresa na qual trabalhei fechou e mandou muitos funcionários para o olho da rua, os estudos que fiz nas diversas pesquisas que realizei foram desmentidas e substituídas por visões melhores e mais atuais.

E será ainda este o fim? Será que todas as vidas então são em vão, sem porque, fúteis na essência?

Se estas questões o afligem, venho te dizer que existe uma resposta, sólida, firme e irrefutável.

Mas vamos com calma, para que você me entendesse ilustrei uma situação que não é tão anormal nos dias de hoje, você pode identificá-la facilmente sendo um empresário de sucesso, uma pessoa bem sucedida na vida e que cumpriu todos os seus objetivos, porém na segunda história, vemos que ele, digamos, não foi tão bem sucedido assim.

A única maneira de ser lembrado após a sua vida é por aquilo que você fez durante ela, digam isso em coro todas às pessoas que tem seus nomes nas placas de ruas e fachadas de colégios importantes, porém, qual o valor disto? Para que? Ou melhor, ainda para quem?

Para mim mesmo? Para minha família? Para minha empresa? Minhas Pesquisas? Meu, minha o que?

Você morrerá isto é fato, sua família passará a não existir, sua empresa será vendida ou fechará, suas pesquisas serão superadas e tudo aquilo que você luta, terá sido em vão.

Vou lhe contar uma história semelhante agora:

Era uma vez um Homem, que tornou-se o homem mais rico do mundo, tinha todas as mulheres que queria, possuía um arem com mais de 1000 delas, qualquer jóia ou pedra preciosa ele possuía, era conhecedor de todas as questões de seu tempo, e possuía uma sabedoria impar para decidir em suas estratégias e aplicações.
Possuía saúde, vigor e respeito de todos os seus súditos e servos, sua palavra era lei.
Por fim, não havia NADA que lhe faltasse.

Sabe qual a melhor definição para o sentido da vida que este homem descobriu?
Eclesiastes 3

9   Que proveito tem o trabalhador naquilo em que trabalha?
10   Tenho visto o trabalho que Deus deu aos filhos dos homens, para com ele os exercitar.
11   Tudo fez formoso em seu tempo; também pôs o mundo no coração do homem, sem que este possa descobrir a obra que Deus fez desde o princípio até ao fim.
12   Já tenho entendido que não há coisa melhor para eles do que alegrar-se e fazer bem na sua vida;
13   E também que todo o homem coma e beba, e goze do bem de todo o seu trabalho; isto é um dom de Deus.
14   Eu sei que tudo quanto Deus faz durará eternamente; nada se lhe deve acrescentar, e nada se lhe deve tirar; e isto faz Deus para que haja temor diante dele.
15   O que é, já foi; e o que há de ser, também já foi; e Deus pede conta do que passou.

Eclesiastes 12

12   E, demais disto, filho meu, atenta: não há limite para fazer livros, e o muito estudar é enfado da carne.
13   De tudo o que se tem ouvido, o fim é: Teme a Deus, e guarda os seus mandamentos; porque isto é o dever de todo o homem.
14   Porque Deus há de trazer a juízo toda a obra, e até tudo o que está encoberto, quer seja bom, quer seja mau.

Rei Salomão
Bem, agora você pode afirmar que já viu de tudo na sua vida, já viu que até quem já teve tudo descobriu que não tinha nada e que na vida “De tudo o que se tem ouvido, o fim é: Teme a Deus, e guarda os seus mandamentos; porque, isto é, o dever de todo o homem”.

Sem Deus em seu coração você nunca saberá o que ele requer de você, e agora outra questão, Temer a Deus, ou Servir a Deus, como, onde? Simples, vamos para uma passagem que gosto muito a qual já citei neste blog:

Mateus 14:22   E logo ordenou Jesus que os seus discípulos entrassem no barco, e fossem adiante para o outro lado, enquanto despedia a multidão.
23   E, despedida a multidão, subiu ao monte para orar, à parte. E, chegada já a tarde, estava ali só.
24   E o barco estava já no meio do mar, açoitado pelas ondas; porque o vento era contrário;
25   Mas, à quarta vigília da noite, dirigiu-se Jesus para eles, andando por cima do mar.
26   E os discípulos, vendo-o andando sobre o mar, assustaram-se, dizendo: É um fantasma. E gritaram com medo.
27   Jesus, porém, lhes falou logo, dizendo: Tende bom ânimo, sou eu, não temais.
28   E respondeu-lhe Pedro, e disse: Senhor, se és tu, manda-me ir ter contigo por cima das águas.
29   E ele disse: Vem. E Pedro, descendo do barco, andou sobre as águas para ir ter com Jesus.
30   Mas, sentindo o vento forte, teve medo; e, começando a ir para o fundo, clamou, dizendo: Senhor, salva-me!
31   E logo Jesus, estendendo a mão, segurou-o, e disse-lhe: Homem de pouca fé, por que duvidaste?
32   E, quando subiram para o barco, acalmou o vento.
33   Então aproximaram-se os que estavam no barco, e adoraram-no, dizendo: És verdadeiramente o Filho de Deus.

Deus nos pôs neste mundo para vivermos cada dia e termos as vivências de cada situação boa ou ruim, e para que nossas vidas tenham valor e um porque ele nos da nossas tribulações e problemas.

Veja o “louco” do apostolo Paulo em sua carta aos Romanos:

(RM 5:3) -  E não somente isto, mas também nos gloriamos nas tribulações; sabendo que a tribulação produz a paciência,
Louco? Será que devemos nos ALEGRAR de nossos PROBLEMAS porque com eles aprenderemos a ter PACIÊNCIA??? Tenha a santa paciência!!!

Sim, na verdade devemos nos alegrar com as doenças, as incapacidades os crimes e tudo mais, sabe porque?

E respondeu-lhe Pedro, e disse: Senhor, se és tu, manda-me ir ter contigo por cima das águas.

Imaginando a tempestade e os apóstolos com medo dentro da embarcação, e Jesus aparece de repente e eles se assustam mais ainda, porém ele se identifica, e Pedro duvidando exclama: Senhor, se és tu, manda-me ir ter contigo por cima das águas.

Por cima das águas é por onde sempre devemos estar, não importando nossos problemas, ou as circunstâncias que nossas vidas estejam, como viveremos cada dia de nossa vida na presença de Cristo é simples assim, deixe que as ondas se arrebentem, que o vento sopre, que os raios caiam, se você está com Cristo, você está acima de tudo isto.

Este é o sentido da vida, passar por ela, vivendo e sentindo, presenciando e participando, porém em todas as coisas que você faz aqui não devem ser uma meta, mas sim, um meio pelo qual você pode viver.

Prédios e casas desmoronam, mas a sua alma sempre permanecerá.

Por cima das águas podemos seguir a Cristo e servis a Deus, que é o único motivo Válido para nossas vidas, teremos mais prazer em nossos dias sabendo que todas estas coisas que vivemos são passageiras e que Cristo está conosco e que viveremos após esta vida para sempre com Deus e todas estas coisas serão passadas.

Este é motivo, e a razão que não pode ser refutada e vem gratuitamente a todos nós de Deus através de Cristo.

Que nós consigamos ver a Cristo em meio a tempestade e que possamos também crer que estamos sobre as águas e não a deriva em uma embarcação com todo o resto da humanidade.

Deus nos abençoe.


2 comments so far

  1. Juju on

    * sobre o filho pródigo * ref pedidos dos genuínos filhos e autenticos estranhos (hehehe)

    eram 2 irmãos… sempre vi todo mundo metendo o pau no irmão mais novo que foi esperimentar o mundo e a vida do lado de fora, longe das asas e da proteção do seu pai, mas, ele sabia o tempo todo quem ele era e quem seu pai era. seu irmão, que “parecia ” ser tão fiel, junto de seu pai em obediência, não enxergava sua prórpia identidade e nem de seu pai… ele o servia, porém, a verdade é que o filho que voltou estava bem vivo ao se reconciliar com seu pai, e seu irmão estava bem morto o servindo (ele não sabia que tudo o que era de seu pai era dele também!!! era 1 grande idiota, perdendo o seu tempo, não entendia que seu pai era generoso e que ele poderia ter o tudo o que quisesse a hora que quisesse).
    todo mundo acha ruim do irmão mais novo ter saído de casa, mais pior foi o mais velho que morreu de inveja sem precisar… temos o que colhemos… se colhemos é pq algo plantamos… será que as pessoas sabem acolher??? acho q não, mas Deus bem conhece a quem o conhece e quem não o conhece, por mais que andemos no vale das sombras e da morte, onde há vergonha e desolação, Deus é fiel e justo para restaurar tudo quanto sonhou realizar em nossas vidas. selá. ainda que uma mão se esqueça do filho em seu ventre, Deus jamais se esquecerá dos seus!

    Deus tem todo o poder para realizar qualquer coisa, e é poderoso para fazer abundantemente além de tudo quanto pedimos ou pensamos… quem somos??? o que tudo quer e nada tem, ou o que sabe do potencial da infinita fonte que deposita sua esperança e confiança (Deus provedor) de tudo o que pode conquistar?

    bem… sei que perdemos muito tempo nos lamentando, mas a verdade é uma só: QUEM É UNGIDO É UNGIDO E PONTO! muitos duvidaram, muitos caíram, muitos retrocederam, grandes homens cujo Deus amava a sinceridade… e justo por esse fato que os levantava. existem muitos que passam uma certa imagem… mas o Senhor conhece a essência do coração do homem que o ama de verdade e quem ama de aparência.

    …e olha que Deus nem faz acpção de pessoas!!! é pra quem quiser!!! tudo pode aquele que crê… muitos acham que estão perto, mas o coração está longe, muitos acham que estão longe, mas, o DEUS FIEL está ao seu redor continuamente.

    como Deut 28 diz: as bençãos alcançaram os amados de Deus, háháhá!!! muitos tentam correr atrás de benção, mas não é assim que Deus move suas mãos para operar o que precisamos: Deus não resiste ao coração quebrantado… viva o filho prodigo!!! ele alcançou o coração do Pai!!! o outro reclamou para receber! a diferença é clara, afff, tem gente que acha que pode comparar- se aos outros ainda! kkkkk Deus conhece os seus e pronto, e dá liberalmente quando se pede da forma correta, não recebemos quando não sabemos pedir, conforme o livro de Tiago relata.

    mil bjos, e vamos buscar a plenitude de Deus, e as demais coisas correrão para nos alcançar… imagine as bençãos correndo e pulando em nós e ao nos avistar dirão: montinho nela!!! ela não vai escapar!!! e todas as bençãos serão transbordantes (elas nos afogarão de tantas— piscina de banção, kkk essa foi demais!!!)

    mil bjs!!!! sei que dei uma viajada, mas gosto de ilustrar de forma mais divertida d vez em quando!!! rsrsrs

    te amo muito. Juju.

    • michelflavio on

      Sua percepção do filho pródigo, depende da interpretação, não se esqueça, que o filho resolveu voltar para ser tratado como servo na casa de seu pai, ele poderia nunca ter retornado, ou seja, a separação afeta até mesmo os filhos, os filhos podem separar-se do Pai, nunca o contrário.
      A queda, ou separação pode ocorrer caso o filho saia do caminho estreito.
      Porém, Deus é misericordioso, justo, bom e verdadeiro, e nos aceita de volta quando nos arrependemos, mas isto não é motivo para desmerecer o filho que ficou.
      Que Deus a abençoe e te guarde em seus caminhos.
      Amo você também.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: